Poesia do coração

Não entendo de métricas, rimas e literatura.

Minha poesia vem da conjectura do meu coração. 

Meu Eu lírico é a minha emoção, 

E a métrica é o sentimento 

Trazido por palavras que inspiro 

Ao sentir o que vem de dentro; 

Há quem estude as letras e os versos,

Admiro os intelectuais diversos 

Que contribuem na construção da Educação. 

A poesia educa o meu ser 

A compreender a natureza do meu viver. 

Escrevendo poesias, que norteiam, quem diria?

Um horizonte bonito

Iluminado pelos escritos 

Que brotam do meu jardim 

A cada florescer. 

(Vanessa Pinheiro, Lua Nova 22.08.2020.)

Escrevi este poema ontem, celebrando a seleção de um poema meu via Concurso Nacional, pela Editora Vivara, para publicação em sua obra literária Antologia Poética Sarau Brasil 2020. A vida é surpreendente e o que fazemos de coração abre espaços e nos leva a lugares que não imaginávamos.

2 comentários em “Poesia do coração

  1. Boa tarde minha filha. Bonita poesia. A sua veia poética vem do meu avô e seu bisavô Otávio Pinheiro que escrevia poesias em versos de cordel, seu irmão Victor também escreve poesias e minha tia Sibeli filha de Otávio Pinheiro também é escritora e escreve poemas. Deus abençoe e ilumine essa nova caminhada de escritora com muito sucesso. Abraços e beijos de saudade.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s